Qual salário de um Menor Aprendiz?

Qual salário de um Menor Aprendiz?

| 12 de novembro de 2012 | 0 Comentários

Quer saber mais sobre o programa Menor Aprendiz? Confira a seguir algumas informações importantes sobre quem pode participar e quais os salários oferecidos.

O Programa Menor Aprendiz é uma oportunidade importante para jovens que desejam ingressar no mercado de trabalho, adquirir experiência e aprender uma profissão por meio do ensino técnico.

Salário do Menor Aprendiz

O valor do salário destinado ao aprendiz – ou bolsa auxílio – deve ser igual ao piso adotado pelo estado ou salário mínimo-hora.

O salário deve representar a remuneração referente às horas práticas trabalhadas e às horas de estudo teórico.

Na prática, ficaria assim: salário Mensal = Salário-hora x horas trabalhadas semanais x semanas do mês x 7 / 6.

Os aprendizes também recebem benefícios, que variam de acordo com a empresa em questão. No entanto, alguns pontos são garantidos por lei, como Carteira de Trabalho assinada, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), férias e 13º salário.

No início do ano os Correios divulgaram edital para contratação de aprendizes, e receberam mais de 300 mil inscrições. As vantagens oferecidas pelo tão disputado programa foram:

- Salário: R$ 292,43

- Benefícios: vale-transporte compartilhado de acordo com a legislação vigente; vale-refeição ou alimentação compartilhado em 5%; e atendimento médico-odontológico ambulatorial nas instalações da ECT, onde houver este serviço.

A jornada de trabalho diária é restrita a no máximo 8 horas para quem já concluiu o ensino médio, variando de 4 a 6 na maioria dos casos.

 Leia também: Menor Aprendiz Rede Globo

Como ser um Menor aprendiz?

Os requisitos para participar do programa pouco variam de empresa para empresa, e de maneira geral são: ter idade entre 14 e 24 anos, e estar cursando ou já ter concluído o ensino fundamental ou médio. Em caso de pessoa com deficiência, não há limite máximo de idade para contratação como aprendiz (art. 428, § 5º, da CLT).

Alguns programas levam em consideração ainda notas escolares e renda familiar per capta. O contrato de trabalho de um jovem aprendiz tem duração máxima de dois anos.

 

Categoria: Programa Menor Aprendiz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*